Lilypie Kids Birthday tickers

quarta-feira, setembro 19, 2007

Sono pesad(íssim)o!!!

Ora aí vai então a história de uma noite agitada cá pela capital…

Aconteceu à uns 8 anos, em Agosto, estava o meu irmão a fazer um estágio na empresa do meu marido (namorado na altura). Eu ainda não estava cá a trabalhar portanto estava na terra.

No final do dia de trabalho o Rui tinha combinado com um amigo ir ver ao estádio de Alvalade um jogo qualquer do S.C.P. para a liga dos campeões ou coisa que o valha e deu as chaves ao meu irmão para quando terminasse o trabalho ir andando para casa. Ele assim fez… quando chegou a casa, tendo em conta que não estava habituado ao ritmo de trabalho, deitou-se no sofá a ver televisão e adormeceu de seguida.
Chega o Rui a casa, e toca no intercomunicador e…. nada!!!
Tenta espreitar para ver se vê alguma coisa (era um R/C) e repara que a luz da sala está acesa…
Volta a tocar no intercomunicador e…. nada!!!
Começa a entrar em stress…
Um vizinho entra no prédio e ele aproveita para subir…
Toca à campainha e…. nada!!!
Bate à porta e…. nada!!!
Bate com mais força e… nada!!!
Aí começa a ver a vida dele a andar p’ra trás…
Liga-me então para o telemóvel na esperança que eu lhe dissesse que o meu irmão tinha saído, mas eu não sabia de nada… o Rui já tinha tentado ligar e ele não tinha atendido. Nessa altura tb eu comecei a ligar na esperança que me atendesse (eu faço filmes por natureza, e só já me dava vontade de chorar). Ligámos tanto ou tão pouco que lhe descarregámos a bateria…
Eu estava longe e aflita, tinha que guardar a ansiedade só para mim porque não queria preocupar a minha mãe… um verdadeiro drama!!!
Depois da saga das batidas na porta ele decide que não lhe resta outra solução senão chamar os bombeiros…
Dentro de pouco tempo chegam eles com um aparato enorme, ele explica a situação e eles sobem com os aparelhos de reanimação (e nesta altura o Rui só pensava no pior e como nos ia dar a notícia), dizem ao Rui para se afastar e abrem a porta com uma radiografia (felizmente que a porta não estava trancada), o Rui consegue ver os pés do meu irmão deitado no sofá… chegam-se ao pé dele e abanam-no…
Só aí é que ele acorda (também ele assustado com o aparato) e o Rui respira de alívio!!!(Pudera...)

Respirou ele e respirei eu, que apanhei um dos maiores sustos da minha vida!!!

7 comentários:

Lúcia disse...

Bolas...entretanto o vosso coração estava a mil.

Cris disse...

Puuuxa, que grande susto deve ter sido...
Agora dá para rir, mas na altura...
Beijocas.

Sónia disse...

Irra!!

Eskisito disse...

Epá, e eu que pensava que tinha o sono pesado...
Beijos

Rita disse...

Cum camandro... se tivesse no teu lugar iam ter era de me reanimar a mim! Xiça penico!!!!
beijitos

Rita disse...

Ainda esta semana me lembrei e comentei esse episódio do Sr. João...
Jokas

Lojinha da Pipocas disse...

Mas que história! Que sono tão pesado, nunca tinha ouvido tal! Felizmente não foi nada de grave!
Beijoquinhas fofinhas para o filhote e para a mamã!